Dnit precisa de R$ 40 milhões para manter condições da freeway até o veraneio

Rodovia deixa de ganhar ações de manutenção a partir desta quarta-feira (4)

Cálculo feito pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) aponta a necessidade de se conseguir R$ 40 milhões para fazer os investimentos na freeway até fevereiro, quando o governo federal espera concluir o leilão para a volta dos pedágios nas rodovias federais do Rio Grande do Sul. Desde esta quarta-feira (4), cabe à autarquia providenciar os reparos que surgirem, desde a roçada do mato às margens desse trecho de 121 km entre Osório e Guaíba, além das ações de conservação do asfalto.

— A freeway é um grande desafio para o Dnit no momento. Não havia previsão dessa transferência para o Dnit. Mas, com o apoio da Presidência da República e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), buscaremos manter a qualidade da freeway — prometeu o superintendente do Dnit no Rio Grande do Sul, Allan Magalhães Machado, em entrevista concedida nesta quarta-feira ao Gaúcha Atualidade.

Para garantir os recursos, porém, Machado espera conseguir verba extra da União. O processo de construção da licitação já foi iniciado e a disputa deverá ser lançada nas próximas semanas. A empresa HHTEC será a responsável por fazer o içamento da ponte do vão móvel. Muda a empresa, mas não os operadores. Os mesmos funcionários que trabalhavam no local estão sendo demitidos pela Concepa e serão contratados pela nova empresa.

O içamento da ponte que estava previsto para esta manhã ocorreu às 11h, sem comunicação prévia aos condutores e à Polícia Rodoviária Federal (PRF). Para o período de veraneio, o Dnit promete montar um esquema especial. A PRF será convidada para montar uma estratégia a fim de garantir a segurança da circulação dos usuários da freeway.

Você pode gostar...