Empresários do setor de energia criam rede cooperada Brasil Solar

Uma iniciativa de cinco empresários do setor de energia ajudará a transformar a realidade do setor em solo gaúcho. As micro e pequenas empresas uniram esforços para criar a Rede Brasil Solar, que conta com apoio do Sebrae/RS no planejamento de novas ações de expansão. Os primeiros meses de atuação foram dedicados à regulamentação juríca da rede e diversas ações de mercado.

A gestora de projetos da Regional Sul do SEBRAE/RS Luciana Mello Fonseca conta que a ideia surgiu a partir da necessidade observada pelo proprietário da Bonsai Energia Solar, Igor Cunha. “Ele faz parte do nosso projeto Energia Mais – Região Sul, que esse ano teve como foco o desenvolvimento comercial dos empreendimentos. Com o objetivo de estruturar a rede, passamos, então, a prestar consultoria especializada e apoio no planejamento estratégico”, disse.

O empresário explica que o trabalho cooperado é um desejo antigo, e que começou a tomar forma quando, com outros empreendimentos do segmento, participou de uma reunião com o Banrisul sobre a abertura de linhas de crédito. “Na ocasião, conversei com outro empreendedor, o Fernando Frest, que já havia tentado colocar um projeto semelhante em prática. Juntos elaboramos uma nova tentativa”, relembra. Em poucas semanas outros profissionais se juntaram ao projeto, e começaram a definir os objetivos e ações futuras. “Percebemos que o mercado de energia está crescendo de forma acelerada, porém, sem muita organização, e que empresas de outras áreas estão apostando nisso como nova área de atuação”, ressalta Cunha.

Segundo ele, o mercado gaúcho vive um bom momento e está entre os três estados com o maior número de instalaçõs. Nesse contexto, a Rede Brasil Solar proporcionará intercâmbio entre as empresas, resultando em marketing qualificado, estruturação de processo de vendas, instalações e projetos, desenvolvimento técnico e preços acessíveis. “Os primeiros meses foram de trabalho intenso. Além dos aspectos jurídicos, trabalhamos na captação de clientes, venda e pós-venda e organização da expansão, além da participação em feira e negociações com grandes empresas”, revela.

Para 2018 já existe um calendário de ações a ser aplicado. “Estamos pensando na expansão da rede, com novos negócios, bem como no objetivo que é atender o Estado com agenda de feiras e eventos pré-definidos. Elas também farão parte do projeto do SEBRAE/RS, o Energia Mais, para que todos possam aprimorar o processo de vendas”, finaliza. As empresas participantes são das cidades de Rio Grande, Pelotas, Santana do Livramento, Santa Maria, Cruz Alta e Gravataí.

Você também poderá gostar...