Governo lança Campanha do Agasalho 2019

O governo do Estado lançou nesta quinta-feira, no Palácio Piratini, a Campanha do Agasalho 2019. Preocupado em arrecadar o maior número de roupas às pessoas carentes, o governador Eduardo Leite decidiu dar início à edição deste ano com um mês de antecedência. O objetivo da iniciativa é mobilizar toda a população gaúcha para doar peças e agasalhos em boas condições – principalmente roupas infantis – antes do início do inverno.

Para marcar o ato, Leite doou um casaco verde que usou durante a campanha eleitoral. O anúncio da campanha, que envolve as secretarias de Comunicação, Trabalho e Assistência Social e da Defesa Civil, foi marcado por uma apresentação de um grupo de teatro e a participação de alunos da escola Rio. O governo pretende conscientizar a população sobre a necessidade de doar roupas limpas e em boas condições. “É muito mais difícil conseguir arrecadar roupas para as crianças, mas as crianças que são carentes precisam também dessas doações”, alerta Leite. O governador observa que a entrega das peças vai ser de acordo com as necessidades de cada região. E destaca o simbolismo de ter doado o casaco que o acompanhou durante a eleição. “Esse casaco me acompanhou durante a campanha intensamente, traz muita emoção de um processo eleitoral de grande significado para mim. Espero que aquele que receber leve boas emoções também”, ressalta.

A secretária de Comunicação, Tânia Moreira, explica a importância da campanha e alerta que em edições anteriores houve doações de roupas e fraldas sujas. “Queremos arrecadar uma quantia suficiente de roupas antes do inverno”, afirma. Tânia reforça que é importante que as peças estejam limpas e em boas condições de uso. “Peças para crianças e bebês são as mais necessárias, porque a demanda é elevada, e o volume de doações costuma ser pequeno”, salienta.

Além de roupas, o coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Júlio César Rocha Lopes, afirma que são necessários doações de cobertores, alimentos não perecíveis e cestas básicas. “A doação de peças de crianças é o Calcanhar de Aquiles (ponto fraco)”, observa. Lopes destaca ainda que é importante evitar o descarte de agasalhos ou peças sem condições de uso e priorizar a doação de itens em boas condições.

A secretária de Trabalho e Assistência Social e Trabalho, Regina Becker, que esteve à frente de sete campanhas na capital, explica a importância de iniciar cedo a mobilização. “Neste ano, nos antecipamos ao frio que, inclusive, esperou o lançamento da campanha para chegar”, afirma. As doações podem ser feitas em todos os quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros, na Central de Doações do Estado, que fica no Centro Administrativo, em Porto Alegre, nas coordenadorias regionais da Defesa Civil, lojas Zaffari, farmácias São João e unidades do Sesc no Estado.

A Defesa Civil coordenará o sistema de distribuição das roupas em parceria com prefeituras. Quem quiser doar e não tiver como levar as roupas ou alimentos até um posto de coleta pode chamar um carro do aplicativo 99 Pop pelo serviço de viagens particulares, usar o código “agasalho99” e ganhar desconto de 20% nas corridas de ida e volta até o local de entrega da doação.

CORREIO DO POVO

Você pode gostar...