Porto Alegre terá empreendimento de R$ 850 milhões


Quando entrar em operação em 2021, Complexo Belvedere deve gerar 5 mil empregos diretos

Nelson Marchezan Júnior (na foto, na ponta da mesa), prefeito de Porto Alegre (RS), recebeu nesta quinta-feira (16) os empresários André Meyer e Cristina Kisslinger, proprietários da Belvedere Empreendimentos Imobiliários. Eles apresentaram o projeto final do empreendimento de R$ 850 milhões que incluí uma torre comercial, shopping e hipermercado. Quando entrar em operação, o local vai gerar 5 mil empregos diretos.

O Complexo Belvedere, como está sendo chamado, terá uma torre terá 32 mil metros quadrados de área construída; 431 vagas de estacionamento; uma praça e uma loja de 4 mil metros quadrados com frente para a futura avenida que será construída entre a Salvador França e a Cristiano Fischer. A previsão de inauguração é 2021 e o investimento chega a R$ 200 milhões. Segundo os empreendedores, o shopping terá 146,5 mil metros quadrados de área total e oito pavimentos, sendo cinco de empresas de serviços e estacionamento, três andares de shopping center, com lojas, cinema, área de lazer e alimentação.

A expectativa é que sejam aportados nessa parte R$ 500 milhões. Um hipermercado também será construído no local. Com inauguração prevista para 2020, a loja receberá um investimento de R$ 150 milhões. “Finalmente, após 20 anos, o projeto vai sair do papel”, comemora o empresário André Meyer. Marchezan afirmou que o Complexo Belvedere é um dos 89 projetos prioritários para a cidade. “Faz parte da nossa política de desenvolvimento para Porto Alegre, com a geração de emprego e renda”, disse o prefeito.

A partir do decreto 19.741, de maio de 2017, que dá prioridade a empreendimentos de relevante interesse social, cultural e econômico, Marchezan Júnior determinou que os projetos com impacto de gerar crescimento para a cidade tivessem sua análise acelerada. No início da atual gestão, havia mais de 1.200 projetos em processo de licenciamento. “Nosso trabalho diário busca destravar os investimentos em Porto Alegre”, afirma Leandro de Lemos, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

Você pode gostar...