Prefeito e vice visitam instalações da Controladoria-Geral * Canoas

O prefeito Luiz Carlos Busato, a vice-prefeita Gisele Uequed e o secretário de Comunicação, Rodrigo Busato, fizeram uma visita à Controladoria-Geral do Município (CGM) na manhã desta quinta-feira, 19, para conhecer as instalações e as condições de trabalho da repartição.

O prefeito Busato lembrou o quanto é importante o trabalho da CGM, responsável por verificar minuciosamente a documentação pública. A vice-prefeita Gisele também ressaltou o valor da CGM, “que certamente não vai usar o engavetamento como palavra de ordem nesta gestão”.

A Controladora-Geral, Mari Mantelli, se emocionou ao falar do trabalho. “Eu, como uma das fundadoras do órgão, fiquei chocada por encontrar a estrutura acabada. Em oito anos de existência é a primeira vez que o prefeito vem conhecer a CGM e sua organização”, revela Mari. “Nossa função é prevenir irregularidades e apontamentos do Tribunal de Contas do Estado e vamos recompor o trabalho”, disse.

A Controladoria Geral do Município realiza o controle interno dos órgãos municipais, através de auditorias e da revisão de suas prestações de contas, e está voltada à prevenção de irregularidades, cuidando para que haja sempre clareza no trato da coisa pública, de acordo com os decretos e leis que regem a máquina do Poder Executivo e também o mecanismo do Poder Legislativo em Canoas.

Os principais instrumentos da CGM hoje são o MVP (Movimento Virtual de Processos) e o Memorando Virtual que otimizam a comunicação e resguardam a documentação pública, da administração municipal . A CGM ainda tem sob sua responsabilidade o Portal da Transparência.

Orientações

Os novos gestores de Canoas receberão orientações para que conheçam o trâmite operacional de sua competência e que a gestão siga na regularidade. Para otimizar o trabalho, já está em andamento um estudo de reestruturação da pasta e um novo Plano de Auditorias Internas para a Administração Municipal, a ser implantado até fevereiro. “As auditorias externas, de competência do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que ocorrem anualmente, devem iniciar em fevereiro”, conta Mari.

Na prática, a CGM atua na prevenção à corrupção, trabalhando em sintonia com o TCE, a Controladoria Geral da União e o Ministério Público, zelando pelo patrimônio da coletividade. “Nosso trabalho também é esclarecer denúncias de mau uso de recursos ou bens da prefeitura e Câmara de Vereadores”, complementa. A controladora ressalta que quanto mais claras e completas forem as informações nas queixas de desvios, mais fácil é a apuração do caso. “Trabalhamos para conseguir fazer uma Canoas de verdade, ser aquilo que a população espera de nós”, ressalta Mari.

Você pode gostar...