Sem cobrança de pedágio na freeway, 100 linhas de ônibus têm redução no preço da passagem no RS

Solicitação foi encaminhada pela Associação Riograndense de Transporte Intermunicipal ao Daer, que alterou as tabelas. Novos valores passam a valer a partir de sábado (7). Pelo menos 100 linhas de ônibus geridas por 11 empresas terão redução no valor das passagens devido ao fim da cobrança dos pedágios nas praças de Santo Antônio da Patrulha, Gravataí e Eldorado do Sul, na BR-290, a freeway, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Os novos preços passam a valer a partir de sábado (7).

O pedido para a redução dos preços partiu da Associação Riograndense de Transporte Intermunicipal (RTI), que solicitou uma readequação ao Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). A Superintendência de Transportes de Passageiros (STP) fez um estudo e entendeu que deveria haver uma redução mínima de 20 centavos e máxima de 62 centavos no preço das passagens.

O valor, conforme o Daer, é calculado com base na lotação do ônibus e o número de praças pelas quais o veículo passa. As novas tabelas foram finalizadas ainda na quinta-feira (5) e entregues às empresas, que deverão cobrar os novos valores a partir da meia-noite de sábado. O departamento ressalta, ainda, que no verão o número de linhas e empresas que terão redução nos preços das passagens aumenta, em razão dos ônibus extras disponibilizados principalmente para o litoral.

Já a Superintendência da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) vai realizar um estudo do impacto do valor do pedágio nos valores das linhas de ônibus da Região Metropolitana.

Novos editais para concessão de quatro rodovias

Foi publicado no Diário Oficial da União de terça-feira (3) o aviso de licitação para a Rodovia de Integração do Sul, que inclui quatro rodovias do estado. Uma delas é a BR-290, a freeway, cujo contrato com a Concepa se encerrou justamente na terça. Com isso, os pedágios não estão mais fazendo cobranças desde o fim da tarde daquele dia.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que o Dnit fica como responsável pelos serviços na freeway, contratando empresas para manutenção da rodovia e içamento da ponte do Guaíba. Não haverá serviço de guincho nem ambulâncias.

O aval para a publicação do edital foi dado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no fim de maio. O aviso de licitação publicado nesta terça compreende o leilão e realização de obras em 473,4 quilômetros de quatro rodovias.

BR-101 – entre a divisa de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, até o entroncamento com a BR-290, em Osório, no Litoral Norte.
BR-290 – do entroncamento com BR-101, em Osório, até o km 98,1.
BR-386 – do entroncamento com as BRs 285 e 377, para Passo Fundo, até o entroncamento com as BRs 470 e 116, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
BR-448 – do entroncamento com a BR-116 e ERS-118, até o entroncamento com as BRs 290 e 116, em Porto Alegre.
As propostas das empresas interessadas em participar da licitação deverão ser apresentadas no dia 30 de outubro, e o leilão acontece no dia 1º de novembro.

O critério de julgamento das propostas é o menor valor da tarifa cobrada dos usuários. De acordo com o edital, está previsto o funcionamento de sete praças de pedágio: duas na BR-290, em Santo Antônio da Patrulha e Gravataí, quatro na BR-386, em Montenegro, Paverama, Fontoura Xavier e Victor Graeff, e uma na BR-101, em Três Cachoeiras.

A tarifa-teto definida para o leilão é de R$ 7,24, para cobrança bidirecional (nos dois sentidos da rodovia).

Devem constar também pelos concorrentes todos os investimentos previstos durante o prazo de concessão, que é de 30 anos.

Você também poderá gostar...