Celebração aos 11 anos da Lei Maria da Penha encerra nesta sexta * Canoas

Depois de 40 anos de casamento, Laura foi mais uma vítima da violência doméstica em Canoas. O marido queria o fim da relação e ficar com a maioria dos bens do casal. Durante uma discussão, alcoolizado, agrediu a companheira de uma vida com vários golpes na cabeça desferidos com uma lata de cerveja. “No outro dia, quando fui ver, parecia que um carro tinha passado por cima da lata de tanto que ele me bateu”, revela a ex-esposa, não escondendo no semblante o sofrimento vivido.

Embora o nome da personagem tenha sido alterado para preservar a sua identidade, a história, lamentavelmente, é real. Esse é um dos casos acompanhados pelo Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência (CRM) Patrícia Esber de Canoas. A porta de entrada para o serviço é a Diretoria de Políticas para as Mulheres e há no município uma rede de enfrentamento a esse tipo de crime. Confira abaixo onde buscar ajuda.

A sexta-feira (11) marca o encerramento da celebração aos 11 anos da Lei Maria da Penha. A última atividade da iniciativa promovida pela Diretoria de Políticas para as Mulheres será uma roda de conversas entre as diretorias do município sobre a importância e a aplicabilidade da lei. O evento ocorre a partir das 14h, na Villa Mimosa.

Ação no calçadão e plataforma digital

Na terça-feira (8), representantes da Diretoria distribuíram cerca de 1000 cartilhas sobre a Lei Maria da Penha no Calçadão de Canoas. “Muitas mulheres não conheciam a lei e a rede de enfrentamento a violência que existe em Canoas”, comenta a diretora Ana Moraes. Durante a atividade, também foram dadas orientações sobre onde as vítimas podem buscar auxílio.

Já no aniversário da legislação considerada pela ONU como uma das três melhores no mundo para a proteção do público feminino, na segunda-feira (7), houve o lançamento da segunda etapa da Plataforma Digital Patrícia Esber, uma ferramenta de gestão, sistematização e análise de dados. O equipamento permite o acesso ao banco de dados dos atendimentos realizados no CRM Patrícia Esber e acompanhar o andamento de cada caso.

Onde buscar ajuda

Diretoria de Políticas para as Mulheres

Rua 15 de Janeiro, 15, salas 501 e 502, Centro.
Telefone: (51) 3425-7609, opção 5

CRM Patricia Esber

Rua Siqueira Campos, 321, Centro.
Telefone: (51) 3464-0706

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Condim)

Av. Guilherme Schell, 5600, Centro.
Telefone (51) 3476.4847

Delegacia Especializada em Atendimento à mulher (DEAM)

Rua Humaitá, 1120, Marechal Rondon.
Telefone: (51) 3462-6700

Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA)

Rua Dr. Sezefredo Azambuja Vieira, 2730, Moinhos de Vento
Telefone: (51) 3425-9015

Hospital Universitário – Sala Lilás

Av. Farroupilha, 8001, São José
Telefone: (51) 3478-8000

Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher

Rua Lenine Neguete, 60, Centro
Telefone: (51) 3472-1184

Defensoria Pública

Rua Coronel Marcelino, 25, Centro.
Telefone: (51) 3472-0366

Patrulha Maria da Penha

Grupo da Brigada Militar destacado, capacitado e com veículo próprio para acompanhar as mulheres que solicitaram medida protetiva de urgência.

Telefone: 190

Você pode gostar...