Cidade investe R$ 4,7 milhões em viaturas para órgãos de Segurança * Canoas

Os bons índices da segurança em Canoas, que só na incidência de homicídios teve queda de 90% em julho deste ano, ganharão reforço com a aquisição de 35 viaturas compradas pela Prefeitura. Destas, 22 foram cedidas à Brigada Militar, Polícia Civil e Susepe – órgãos de competência do Estado -, mediante termo assinado nessa segunda-feira (14), no Palácio Piratini. “Esse contrato garante que os veículos cedidos serão utilizados exclusivamente em Canoas, trazendo melhores condições de trabalho aos agentes do município e retorno direto à população”, explicou o prefeito, Luiz Carlos Busato, durante a oficialização do acordo.

O convênio, firmado entre o Governo do Rio Grande do Sul e a Prefeitura de Canoas, contou também com a assinatura do governador do Estado, José Ivo Sartori, do secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, do secretário municipal de Segurança Pública e Cidadania, Ranolfo Vieira Júnior, do comandante-geral da Brigada Militar, Andreis Silvio Dal lago, do chefe da Polícia Civil, Emerson Wendt, e da superintendente da Susepe, Marli Ane Stock. “Embora atribuição da Segurança seja do Estado, a responsabilidade sobre ela é de todos nós. Acreditamos nisso e esperamos que essa parceria e integração sirva de exemplo para várias prefeituras”, completou Busato.

Canoas mais segura

Com investimento de R$ 4,7 milhões, provenientes de recursos livres da Prefeitura, os automóveis chegarão às ruas até o final deste semestre, distribuídos também entre Guarda Municipal, Defesa Civil e Fiscalização de Trânsito. “As viaturas adquiridas são modelos de primeira linha e não há dúvidas de que a polícia adequadamente equipada poderá enfrentar melhor a criminalidade em Canoas, que é um dos compromissos dessa gestão”, avaliou Ranolfo Vieira Júnior.

Padrão da Força Nacional

Todos os veículos seguem o padrão utilizado pela Força Nacional de Segurança: picape 0km, motor 170 cavalos, quatro portas e características específicas, como sirenes e adesivos das corporações, além de adaptações necessárias para cada órgão. No caso da Brigada, por exemplo, as viaturas terão suporte para armas longas. Já as utilizadas pela Susepe contarão com um compartimento cela na parte traseira, com capacidade de transporte de no mínimo quatro presos.

Reforço para a Brigada

Das 35 caminhonetes, 15 serão destinadas à Brigada Militar atuante em Canoas. Além destas unidades, dez viaturas serão destinadas à Guarda Municipal, seis à Polícia Civil, duas à Fiscalização de Trânsito de Canoas, uma para a Susepe e uma para a Defesa Civil Municipal. “Canoas, quando teve a iniciativa de procurar o Estado e tomou a dianteira na área da segurança, mesmo não sendo de sua competência, começou a fazer a diferença”, concluiu Sartori.

Você pode gostar...