EXPOINTER: Emater apresenta as ações de assistência técnica e extensão rural

O desenvolvimento do setor agropecuário gaúcho é o tema que a Emater apresenta na 40ª edição da Expointer, que acontece de 26 de agosto a 3 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Presente em 493 dos 497 município do Rio Grande do Sul e com mais de 2 mil profissionais que atendem em média 250 mil famílias, a Emater vai divulgar, durante a Expointer, as ações realizadas pela Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) oficial do Rio Grande do Sul.

A Instituição, conveniada da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, vai mostrar as ações desenvolvidas em agroindústria, abelhas melíponas e apis, lavoura de resultados, pecuária familiar: equinos, policultivo de carpas, conservação de solo, horta comercial, familiar e em pequenos espaços, gestão ambiental, turismo rural, cooperativismo, classificação e certificação da erva-mate, irrigação, leite (terneiras, pastagens e carrapato) e saneamento básico.

Uma dessas ações é o assessoramento às famílias dos agricultores, desde a produção da matéria-prima e o processamento até a agroindustrialização e comercialização de alimentos e artesanatos, como os que podem ser conferidos no Pavilhão da Agricultura Familiar, um dos espaços mais visitados durante a feira, desde sua inauguração, no ano 2000.

Agricultura familiar em foco

Neste ano, o Pavilhão da Agricultura Familiar conta com 201 expositores que, assistidos pela Emater, comercializarão queijos, bolachas, cucas, salames e copas, geleias, conservas, sucos, vinhos, cachaças e artesanato. Esses produtos, que têm o sabor colonial gaúcho, também são divulgados em eventos realizados no espaço da Emater, como o Seminário do Queijo Colonial, o encontro para celebrar a cadeia produtiva do queijo artesanal serrano, a atualização da pesquisa do leite, o lançamento do Livro Rede Leite, uma roda de conversa sobre Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas e a comemoração da milésima agroindústria legalizada no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), a Engenho Velho, de Roque Gonzales.

Também está previsto o lançamento de importantes eventos, como o Dia de Campo em Bovinos de Leite, que será realizado em novembro em Serafina Correa, e o 1º Seminário Regional de Agroindústria Familiar, que acontece dia 28 de setembro em Bento Gonçalves.

E é de Bento Gonçalves a agenda de regulamentação do Vinho Colonial. O objetivo é reunir as instituições envolvidas com o resgate e a adequação sanitária, ambiental e tributária das vinícolas coloniais para elaborar um passo a passo para obtenção da regularização desses empreendimentos, fortalecendo a atuação da Emater, enquanto extensionistas, e valorizando os produtos típicos da colônia.

No domingo (27), às 11h, haverá uma solenidade para o lançamento do Projeto de Parceria para Assistência Técnica e Extensão Rural e Social de 1,5 mil famílias em vulnerabilidade social (CadÚnico), entre a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e a Emater. Estarão presentes o presidente da (Anater), Valmisoney Moreira Jardim, e o secretário de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário e presidente do Conselho de Administração da Anater, José Ricardo Ramos Roseno.

Nesse projeto serão investidos R$ 4.672.500,00 até abril de 2020, para o assessoramento a 860 famílias indígenas, 463 famílias quilombolas e 177 famílias de pescadores artesanais gaúchos, que ainda não foram contemplados com políticas públicas de inclusão social e produtiva.

Com o tema central ‘O desenvolvimento do setor agropecuário gaúcho’, a Emater promove o tradicional Café da Manhã com a Imprensa, quando são divulgadas as estimativas iniciais de produção e produtividade para a Safra de Grãos de Verão 2017/2018.

Parcelas

Veja os temas de cada parcela do espaço da Emater na Expointer:

Abelhas – melíponas e apis: O espaço abordará os ‘caminhos do mel’, com melíponas e apis. O espaço tem como objetivo mostrar aos visitantes a percepção dos processos que envolvem a cadeia do mel. Serão apresentadas algumas plantas com potencial melífero, manuseio de melíponas, implementos utilizados na atividade, colheita e comercialização dos produtos apícolas.

Parcerias envolvidas – Centros de Treinamento da Emater de várias regiões, associações de apicultores e meliponicultores, comerciantes de produtos voltados à cadeia do mel e viveiristas.

Lavoura de resultados – Espaço destinado à divulgação do trabalho do Projeto Lavoura de Resultado: Manejo Integrado de Pragas e Doenças (MIP) – Resultados das últimas duas safras. No espaço será demonstrada a metodologia para prevenção e controle da ferrugem asiática, MIP e tecnologias de aplicação de defensivos e agrotóxicos, com ênfase na deriva: regulagem, calibração de pulverizadores e tipos de bicos.

Pecuária familiar: equinos – O espaço objetiva ressaltar a importância do uso do cavalo como instrumento de trabalho, lazer, esporte e companhia, especialmente no contexto de vida do pecuarista familiar. O mesmo espaço será aproveitado para divulgação do Curso ‘Manejo Básico do Cavalo’, oferecido no Centro de Formação de Agricultores de Montenegro (Cetam).

Policultivo de carpas – Espaço destinado à divulgação da Piscicultura com ênfase no Policultivo de Carpas Húngara, Prateada e Capim.

Conservação de solo – Espaço destinado à divulgação de melhoramento da fertilidade do solo através de práticas conservacionistas, como plantas de cobertura do solo para adubação verde, terraceamento e cordões vegetados. Além destes temas, o espaço também demonstrará técnicas de vermicompostagem e compostagem laminar.

Irrigação – Neste espaço será apresentado um sistema de irrigação para demonstrar aos agricultores que a pequena irrigação por aspersão pode ser automatizada, minimizando a mão de obra com essa tecnologia acessível. Essa medida propicia a irrigação noturna, melhorando a eficiência da irrigação e maximizando o uso da energia elétrica mais barata. A temática possibilitará ao agricultor conhecer um sistema de irrigação desde a captação da água, passando pela bomba, tubulações até o aspersor.

Horta comercial, familiar e em pequenos espaços – Espaço destinado à divulgação da olericultura em três ambientes de produção: estufa, sombrite e pequenas estruturas de túneis. Correlacionar técnicas de produção comercial com cultivo em pequenos espaços e horta urbana. No espaço serão apresentadas várias formas de cultivo de olerícolas em substrato e canteiros, na perspectiva de apontar aos agricultores diversas ideias e técnicas para produção em bancada, na perspectiva de redução de penosidade.

Bovinocultura de leite – Espaço destinado à produção de leite à base de pasto, com ênfase na criação da terneira, espécies forrageiras e controle do carrapato.

Gestão ambiental – No espaço aberto serão expostos trabalhos de agrofloresta e agroecologia junto a unidades de referências. No espaço coberto serão apresentados trabalhos de informação e aplicação de qualidade da água e destino de lixo, além do trabalho de resgate da agrobiodiversidade. A construção da temática será conjunta com as entidades estruturantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos), em destaque com os centros ambientais da Região Metropolitana.

Energia solar – Espaço destinado à divulgação das ações da Emater no assessoramento às questões relacionadas à energia solar. O momento atual aponta a energia solar como importante insumo aos produtores rurais, quer seja pela qualidade como pela quantidade, além do incremento nos custos de produção. Serão apresentadas tecnologias e estratégias em debate no Rio Grande do Sul.

Aproveitamento de alimentos, Centros de Treinamento da Emater, Cooperativismo, Classificação e Certificação, tubérculos e sementes crioulas e Turismo Rural – Espaço multidisciplinar, com diferentes atividades práticas de forma simultânea, destinado à divulgação dos cursos oferecidos pelos Centros de Treinamento mantidos pela Emater no estado e das ações relacionadas ao cooperativismo, através do Programa de Extensão Cooperativa (PEC), executado pelas Unidades de Cooperativismo da Emater. Também será apresentado o trabalho oferecido pela Gerência de Classificação e Certificação com destaque para a erva-mate, com exposição de todas as ervas certificadas pela Emater e explicar como é feita a classificação de produtos; mostra de variedades de sementes crioulas; e Turismo Rural.

Na parcela do Turismo Rural serão apresentadas as rotas, roteiros e empreendimentos que recebem assessoramento da Emater, como a Região dos Canyons de Mampituba, o Roteiro Baumchneiss de Dois Irmãos, o Roteiro Vale do Paraíso Morro Azul em Três Cachoeiras, a Rota dos Butiazais em Tapes e Barra do Ribeiro, o Caminhos do Rural Saudável de Igrejinha, a Rota da Lavanda de Morro Reuter e o Caminho das Pipas de Rolante.

Saneamento Básico e Gestão Sustentável da Agricultura Familiar – Espaço destinado a informar sobre técnicas de saneamento e sobre os programas estaduais de Saneamento Básico e de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar.

Cozinha Demonstrativa com receitas de aproveitamento integral dos alimentos encontrados na horta – Diariamente, às 10h, 11h, 14h e 15h, haverá demonstração de saborosas e criativas receitas que comprovam a riqueza e a diversidade de alimentos encontrados nas hortas de grande parte dos agricultores familiares. Entre as receitas a serem elaboradas e degustadas no espaço da Emater estão a de bolo de legumes sem glúten, de bala de gengibre, croquete de mandioca, suco amarelo refrescante, hambúrger de couve-flor, pão trançado colorido, bolacha maria de batata doce, suco misto, salada de yacon com lentilha e ervilha torta, doce de chuchu, bolo de banana, suco verde, sopa creme de abóbora com agrião, arroz doce e de vitamina de morango.

Você pode gostar...