Maringá: Cidade inaugura bairro mais sustentável do mundo

Uma construção de Maringá, na região noroeste do Paraná, ganhou o título de bairro mais sustentável do mundo. Na sexta-feira (11), o local foi reconhecido internacionalmente pela tecnologia, engenharia e construção que impactam minimamente recursos naturais por meio do certificado Platinum.

Construído com uso racional de energia, acústica, água, iluminação e visando o bem-estar dos moradores, o bairro Eurogarden Maringá foi inserido no sistema internacional de certificação LEED, que é utilizado em mais de 160 países.

“Mais do que construir um bairro, nós queríamos deixar também um legado para a cidade. Queríamos desde o começo criar um novo modelo de urbanismo, um modelo feito para pessoas, para caminhar, para andar de bicicleta e isso vem com o que tem de mais moderno no novo urbanismo”, Jefferson Nogaroli, CEO do Eurogarden Maringá.

O nível de certificação – dividido em Certified, Silveer, Gold e Platinum – é determinado pela quantidade de pontos obtidos. O bairro sustentável de Maringá, por exemplo, alcançou 4.1, destacando-se como o empreendimento com maior pontuação no mundo (95), que é o mais alto patamar de excelência.

Até semana passada, o bairro mais sustentável do mundo era o Shanghai Disney, localizado na China. Com a certificação da GBCI (Green Building Certification Institute), o Brasil supera empreendimentos dos Estados Unidos, Guatemala, Índia e Itália.

“É como se fosse uma pequena cidade brasileira e a implementação total do Eurogarden Maringá deverá levar em torno de 12 a 15 anos. A previsão é construir quase três milhões de metros quadrados totais”, detalha o CEO.

O investimento ultrapassou os R$ 200 milhões. Nogaroli acredita que o investimento para finalizar o projeto deve girar em torno de R$ 500 milhões.

Eurogarden Maringá: o bairro sustentável

Com uma área de 1,4 milhão de metros quadrados, o Eurogarden Maringá equivale a 193 campos do Maracanã. O bairro sustentável segue modelos de cidades-jardim europeias com o conceito ‘one stop life’, no qual é possível fazer compras, estudar, trabalhar, praticar esportes, em um mesmo lugar.

O local também adota políticas de transporte e mobilidade inteligentes, investindo em ciclovias, biciletários, bike stops e estações de carregamento de veículos elétricos. O projeto inclui o novo Centro Cívico de Maringá, sediando a Justiça do Trabalho, o Fórum Eleitoral, o Hospital da Criança e o Fórum Estadual, que está em fase de licitação.

A energia elétrica é gerada por meio de Usina de Energia Solar própria, suficiente para atender 220 casas por mês. Já na parte hídrica, a captação ocorre por meio de água da chuva, que posteriormente é utilizada em jardins.

Certificação

O sistema incentiva a transformação de projetos, desde a construção até as operações de edificações, com foco na arquitetura sustentável e engenharia. Para receber a certificação, as instalações são avaliadas em oito dimensões e recebem pontos pelos requisitos atendidos.


https://paranaportal.uol.com.br

Você pode gostar...