NEREU CRISPIM: DEPUTADO DEBATE USO DE CANABIDIOL E PREVENÇÃO AO SUICÍDIO JUNTO À AMRIGS

Deputado Nereu Crispim debate uso de canabidiol e prevenção ao suicídio junto à AMRIGS

O deputado federal Nereu Crispim participou de reunião com a diretoria da AMRIGS (Associação Médica do Rio Grande do Sul) para debater as políticas de prevenção ao suicídio de agentes das forças policiais, o uso do canabidiol para fins terapêuticos e a nacionalização da prova da AMRIGS.

No encontro o deputado destacou as diferentes ações que realiza em prol da saúde, como a destinação de recursos federais para ampliação e qualificação dos atendimentos prestados à população.

O presidente da Associação Médica, Gerson Junqueira Jr. destacou o desejo da entidade de que a prova AMB/AMRIGS seja o Revalida para todo território nacional, e a Associação possui expertise para aplicar a prova e melhorar a qualidade da medicina oferecida à população brasileira. A prova AMB/AMRIGS é o instrumento utilizado para credenciar médicos recém-formados para que façam o período de residência médica nos principais hospitais do Brasil.

Ainda, Nereu Crispim destacou a sua participação na comissão do Congresso que discute o uso terapêutico do canabidiol e solicitou o auxílio da AMRIGS no projeto que trata da prevenção do suicídio de agentes das forças de segurança. “Nossa reunião foi extremamente positiva. A diretoria da AMRIGS irá disponibilizar dados técnicos que subsidiarão o debate sobre o uso medicinal do canabidiol. Também tivemos a oportunidade de tratar da campanha “Acolha a Vida”, importante projeto do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Hoje, apenas no nosso Estado, temos um dado alarmante que mostra o grau de estresse e ansiedade de nossos policiais. É urgente discutir mecanismos de tratamento e prevenção”, destacou o deputado.

No final do encontro, Crispim conheceu o Instituto Vida Solidária, projeto social da AMRIGS, para o qual o deputado salientou que seu gabinete está à disposição para encaminhamento de projetos para a análise da destinação de recursos federais”.

 

Você pode gostar...