PORTO ALEGRE: MAIS DE 1,5 MIL PESSOAS JÁ FORAM ACOLHIDAS COM REFORÇO DA OPERAÇÃO INVERNO

Em uma das madrugadas mais frias desta semana, 526 pessoas em situação de rua aceitaram o convite das equipes de abordagem social da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) para passar a noite de quinta-feira, 29, em um dos equipamentos de acolhimento do município. Desde o início da força-tarefa emergencial montada pela prefeitura para atender essa população nos dias de frio intenso, 1.549 pessoas foram acolhidas.

Com o reforço das paróquias da Arquidiocese de Porto Alegre, muitos preferiram passar a noite em seus territórios. Quarenta e seis pessoas pernoitaram em seis igrejas: Nossa Senhora Aparecida Restinga, Santa Terezinha, São Carlos, Santo Antônio do Partenon e Catedral Metropolitana. Com as igrejas abertas, reduziu um pouco a procura no Gigantinho, que recebeu 74 pessoas. Os albergues tiveram 202 ocupantes e as pousadas conveniadas, 204.

A força-tarefa montada pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, envolve secretarias e sociedade civil para ampliar a estrutura da Operação Inverno, com acolhimento extraordinário no Gigantinho e outros espaços. Há local adequado também para abrigar os animais de estimação.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Léo Voigt, agradeceu o apoio da sociedade. “Com o reforço das paróquias disponibilizadas pela arquidiocese, ampliamos as vagas para acolhimento noturno regionalizado. Muitos desses usuários preferem permanecer em seus territórios. O volume de doações é fantástico, agradecemos muito essa mobilização de carinho”, afirma Voigt.

Abordagem Social – Doze equipes de abordagem da Fasc percorrem todas as regiões da cidade até 21h. Após, quatro equipes seguem até as 2h oferecendo um dos locais de acolhimento a quem está na rua.

Atividades – As equipes dos três Centros Pop oferecem oficinas e fazem rodas de conversa para os usuários que permanecem durante o dia no Gigantinho

Saúde – Equipe do consultório de rua da Secretaria Municipal de Saúde atende os usuários que permanecem no Gigantinho. Cruz Vermelha e SOS Unimed dão apoio voluntário.

Trabalho – O Sine Municipal faz cadastros das pessoas que estão no Gigantinho para encaminhamento a entrevistas de emprego. Na manhã desta sexta-feira, cinco pessoas acordaram antes dos demais porque foram selecionados para entrevistas.

Como ajudar – Doações de agasalhos e cobertores podem ser feitas através do Movimento Poa que Doa, programa social coordenado pelo Gabinete da Primeira-dama do Município de Porto Alegre, que reúne as campanhas do agasalho e do alimento 2021. O objetivo é atender pessoas em situação de vulnerabilidade social. Os donativos podem ser entregues em 17 pontos de coleta espalhados pela cidade e em drive-thrus de vacinação, divulgados no site da prefeitura. Confira aqui os pontos de coleta para doações.

Você pode gostar...