Prefeitura de Canoas cancela desfiles de Carnaval e outros quatro eventos

O desfile de Carnaval e outros quatro eventos previstos para este ano foram cancelados pelo prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato (PTB). O dinheiro economizado – R$ 1 milhão – será repassado para a saúde. A ideia do prefeito é usar os recursos na reforma da UPA Caçapava e nas obras do novo prédio da Unidade Básica de Saúde Santa Isabel. Além do Carnaval, Busato suspendeu a Parada Livre e as semanas da Música, da Capoeira e do Hip Hop.

Em princípio, eventos tradicionais de Canoas, como a Festa do Trabalhador, a Semana de Canoas, a Feira do Livro e a Semana Farroupilha serão mantidos. A prefeitura está em busca de patrocínios para garantir as atividades. A prioridade de Busato é a execução de eventos que tenham financiamento externo. Um exemplo de sucesso é a Oktoberfest de Canoas, um evento privado, sem custos para a prefeitura.

Quando governou Pelotas, Eduardo Leite (PSDB) foi um dos primeiros prefeitos a suspender o repasse de dinheiro para o Carnaval de rua. O apoio popular inspirou outros prefeitos a fazerem o mesmo. Luciano Azevedo (PSB), de Passo Fundo, também suspendeu a liberação de dinheiro público para o carnaval foi reeleito com mais de 70% dos votos.

 Na semana passada, Busato lançou o programa Todos pela Saúde, um conjunto de medidas para melhorar o atendimento da população. Entre elas, está a consultoria dos hospitais Sírio-Libanês e Moinhos de Vento, retomada gradual dos atendimentos eletivos nos hospitais e a reforma de sete unidades de saúde. Atualmente a dívida do Estado para com a  saúde é de R$ 36,3 milhões. Se o Estado não repassar R$ 10,5 milhões até dia 20 de janeiro a dívida subirá de R$ 46,8 milhões.

Você pode gostar...