Programação variada encerra a Feira do Livro * Canoas

A festa da magia, da cultura e das artes deu um até logo aos canoenses neste sábado (8). A 33ª Feira do Livro de Canoas teve uma programação variada no seu último dia. Teve presença do xerife, encontro com a escritora Adriana Carranca, autora de um livro sobre a menina Malala, e finalizou com show do músico Serginho Moah.

No ato de encerramento, o prefeito Luiz Carlos Busato lembrou que a Feira superou as expectativas. Foram mais de 10.000 livros vendidos, o que representa um aumento de 15% com relação à edição passada. “Quero agradecer a todos vocês e convidar para o ano que vem fazermos um feira ainda melhor, mais bonita”, afirmou.

O secretário da Cultura e do Turismo, Mauri Grando, agradeceu o empenho de cada um que colaborou na organização ou prestigiou o evento. Também destacou aos presentes a importância de continuar o fomento da cultura. “O Ziraldo, que inclusive este ano é o homenageado da Feira e dá nome a este auditório, disse aqui nesse palco ‘ler é a coisa mais importante que tem’”, lembrou.

O patrono Demétrio Alves Leite também ressaltou o sucesso da Feira. Ele salientou ainda a aproximação com as instituições de ensino. “As escolas fizeram uma grande movimentação na Feira. Foi uma alegria recebê-las, pois elas vieram em busca de conhecimento e dos livros”, frisou.

A vice-prefeita de Canoas, Gisele Uequed, também prestigiou o último dia do evento. “Entramos na praça e sentimos a troca de informação, de cultura. Isso alimenta a nossa alma e agrega conhecimento à nossa cidade”, comentou.

Música para dar tchau

O último ato da grande peça cultural que foi a Feira do Livro coube a Serginho Moah, vocalista da banda Papas da Língua. Era para ser um show solo, mas o músico foi acompanhado por um Auditório Ziraldo lotado que cantava e acompanhava as canções com palmas.

Moah mudou parte da letra de uma de suas músicas para agradecer aos canoenses.Cantou “Vou viajar, mas levo Canoas comigo”, provocando animação na platéia.

Boas vindas do xerife

Quem chegava à 33ª Feira do Livro de Canoas era recebido com poemas de Mário Quintana, Cecília Meireles, Fernando Pessoa, entre outros. O recitador, com os textos na ponta da língua, era Odair Fonseca, o xerife do evento. Com pernas de pau, ele encantou adultos e crianças. “A poesia está um pouco dentro da gente, eu só externo isso para as pessoas”, disse. Também marcou presença na Feira a Chapeleira Maluca, personagem em alusão ao filme “Alice no país das maravilhas”.

Você pode gostar...