ROYAL ENFIELD CLASSIC 350: LANÇAMENTO MARCADO!!

Nem bem falamos, nesta semana que passou, sobre as próximas novidades da Royal Enfield, e a marca acaba de confirmar a data oficial de seu próximo lançamento: a nova geração da Classic 350 será revelada na próxima quarta-feira, dia 1º de setembro.

A nova Classic é uma das motos mais esperadas do ano nos mercados asiáticos. É o modelo mais vendido pela Royal Enfield na região – inclusive em casa, na Índia, que atualmente é o maior mercado de motos do mundo. Além disso, é um modelo bem tradicional: está em produção ininterrupta desde 2009.

A principal novidade nós já conhecemos: o motor passa a ser o mesmo da Meteor 350, que já é vendida no mercado brasileiro. Além disso, o chassi também muda: passa a ser a “plataforma J”, também a mesma usada pela Meteor 350, que foi lançada na Índia no ano passado e que já é vendida no mercado brasileiro desde julho.

As outras mudanças na moto são um novo painel de instrumentos – que ainda fica sobre a cuba do farol, numa pegada bem retrô, mas ganha um display digital complementar, e novas opções de cores, grafismos, emblemas e rodas.

Em algumas versões, a Classic 350 também terá o Tripper Navigation, aquele sistema de navegação por GPS que funciona quando conectado ao smartphone do piloto através de um aplicativo próprio (que já está nas Meteor 350 e nas Himalayan 411).

A nova Classic 350 terá várias versões – com banco solo, com banco duplo, com rodas de liga ou raiadas e com freios a disco nas duas rodas ou apenas na dianteira. Os preços, claro, vão variar de acordo com a configuração. E, segundo imagens flagradas pelo blog indiano Bullet Guru, haverá até uma série especial chamada “Signs”, com temática semelhante à da Pegasus – que lembrava as motos usadas na 2ª Guerra Mundial e chegou a ser vendida no Brasil.

As chances de vir para o Brasil

Obviamente a Royal Enfield nada disse até agora sobre uma eventual vinda da Classic 350 para o mercado brasileiro. Afinal, a moto ainda nem foi lançada. Mas se analisarmos os últimos movimentos da marca, podemos perceber que isso não deve ser descartado – pelo contrário!. Confira abaixo porque acreditamos que a Classic 350 virá – e provavelmente já no ano que vem.

1. Quando do lançamento das “twins” 650 Interceptor e Continental GT, em janeiro de 2020, um executivo me falou em off que a marca tinha, sim, planos a médio e longo prazo de entrar com força no então vazio segmento das custom de média cilindrada no Brasil.

2. A marca efetivamente fez isso ao lançar aqui a Meteor 350, em julho último.

3. A marca permanece sozinha neste nicho, tem fila nas concessionárias e um modelo apenas não dá conta da demanda.

4. A Classic 350 seria uma opção no mesmo nicho, porém com preço ligeiramente mais baixo. Se a Meteor 350 já vende bem, imagine uma moto com o mesmo motor, uma pegada ainda mais retrô e um pouco mais barata.

5. Com chassi e motor iguais aos da Meteor 350, a logística de pós-venda da Classic 350 seria fácil para os concessionários.

6. A Royal Enfield já manifestou planos de montar motos em Manaus. E montar dois modelos que usam chassi e motor iguais facilita muito essa logística.

7. A Classic 350 nunca foi vendida no Brasil. A Classic 500 foi, mas já saiu de linha – com isso, os fãs de motos bem vintage ficaram órfãos.

8. Expandir operações e vendas em vários países do mundo tem sido uma das prioridades da Royal Enfield nos últimos anos. O Brasil é, atualmente, o oitavo mercado de motos do mundo (já foi o quinto), o que não pode ser desprezado.

Nota da redação: Segundo o site de estatísticas Motorcycle Data, com dados de 2019 (portanto, pré-pandemia), a Índia é o maior mercado de motos do mundo, com vendas anuais de 18,5 milhões de unidades. Depois, vêm a China, com 16,3 milhões, a Indonésia, com 6,5 milhões, o Vietnã, com 3,2 milhões, as Filipinas, com 1,8 milhões, a Tailândia e o Paquistão, com 1,6 milhões cada, e Brasil e México, com 1 milhão.

Você pode gostar...