SAP vai ampliar oferta de empregos no RS para 1,2 mil vagas até 2020

A SAP, líder mundial em sistemas digitais para negócios, confirmou a intenção de ampliar a oferta de empregos no Rio Grande do Sul, chegando a 1,2 mil colaboradores até 2020. O anúncio foi feito em visita do governador José Ivo Sartori à empresa, em Walldorf, no estado de Baden Württenberg, na Alemanha. Sartori foi recebido pelos vice-presidentes Franz Faerber e Clemens Daeschle.

A SAP também desenvolve softwares para a área pública, cuja utilização está sendo avaliada pelos secretários de Comunicação, Cleber Benvegnú, e adjunto do Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, Evandro Fontana, designados pelo governador para analisar o assunto.

“O Rio Grande do Sul tem mais de 20 universidades, 12 parques e 27 polos tecnológicos, os quais contribuem para a qualificação da mão de obra. O governo do Estado trabalha para permitir a inovação e o desenvolvimento e está aberto a novos investimentos. Precisamos vencer as dificuldades do momento, e a geração de empregos está em sintonia com o novo estado e com o futuro que queremos”, destacou o governador.

Sobre a SAP

Fundada em 1972, a empresa tem um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em São Leopoldo, no Tecnosinos, chamado SAP Labs América Latina, sendo o único do grupo nesse continente. Recentemente, a SAP anunciou que investirá R$ 40 milhões em cinco anos para estimular o desenvolvimento de empresas de tecnologia no Brasil, com foco inicial no agronegócio. “No ano passado, o centro de pesquisa elevou em mais de 20% o número de contratações, adicionando 200 funcionários de um total de 800. A unidade é a oitava maior entre 19 centros de pesquisa da SAP no mundo”, detalhou Clemens Daeschle.

Plataforma SAP Leonardo

A empresa está comprometida com as 17 metas estabelecidas pela ONU para o desenvolvimento sustentável e tem um programa que envolve a nova plataforma Leonardo, voltada para as universidades. Por meio de convênio, as universidades poderão contar com o sistema SAP em seu conteúdo programático para a Ciência da Computação. Os alunos que completarem os cursos serão absorvidos pela própria empresa. É um programa mundial que também abrirá o mercado gaúcho para novas contratações.

Você pode gostar...