XIAOMI MUDA ATUALIZAÇÕES DE SEGURANÇA DE CELULARES; CONFIRA O SEU

A fabricante chinesa Xiaomi divulgou um calendário de frequência com a promessa de atualizações de segurança para os smartphones da marca. A agenda mostra de quanto em quanto tempo o seu aparelho terá um novo conjunto de melhorias em proteção e correção de vulnerabilidades.

As atualizações contam com contribuições do próprio Android e da Xiaomi. Modelos das submarcas POCO e Redmi também estão inclusos na lista.

Alguns dispositivos que fazem parte da família Android One serão privilegiados neste caso, já que o diferencial da plataforma é uma experiência mais próxima da Google. Os demais modelos, que fazem parte da lista maior, recebem a atualização em frequência trimestral.

Atualizações de segurança mensais

  • Mi A3; Mi A2; Mi A2 Lite

Atualizações de segurança trimestrais

  • Mi 10T; Mi 10T Lite; Mi 10T Pro; Mi 10i
  • Mi 9T; Mi 9T Pro; Mi 9T Pro
  • Mi PLAY
  • Mi 10; Mi 10 Lite 5G; Mi 10 Pro
  • Mi 9; Mi 9 Lite; Mi 9 SE
  • Mi A3
  • Mi Note 10; Mi Note 10 Lite
  • Mi MIX 3
  • Mi 11 Lite 5G; Mi 11 Ultra
  • Redmi 7A
  • Redmi Go
  • Redmi Note 7; Redmi Note 7S; Redmi Note 7 Pro
  • Redmi 10X 4G
  • Redmi 7
  • Redmi 8; Redmi 8A;Redmi 8A Dual; Redmi 8A Pro
  • Redmi 9; Redmi 9 Prime; Redmi 9A; Redmi 9AT; Redmi 9i; Redmi 9C; Redmi 9T; Redmi 9C NFC
  • Redmi K20; Redmi K20 Pro
  • Redmi Note 8; Redmi Note 8 Pro; Redmi Note 8T
  • Redmi Note 9; Redmi Note 9 Pro Max; Redmi Note 9S
  • Redmi Note 10 5G; Redmi Note 10 Pro; Redmi Note 10S; Redmi Note 10T 5G; Redmi Note 10 Pro Max
  • POCO C3
  • POCO F2 Pro
  • POCO M2; POCO M2 PRo
  • POCO X2
  • POCO X3; POCO X3 NFC

Alguns modelos top de linha ficaram de fora, como o Mi 11, mas o conteúdo deve ser atualizado com frequência pela marca. Vale lembrar ainda que, apesar da promessa, os intervalos podem variar e as melhorias de segurança podem ser embutidas em atualizações do próprio sistema operacional, além de passaram por alterações de acordo com a região.

Você pode gostar...